Alvorada FM

(64) 3634-1588
Anunciante 05

Policial

TÁTICO do 46° BPM prende autor de maus tratos a criança em Chapadão do Céu.

O Conselho Tutelar recebeu uma denúncia anônima que o padrasto da criança estava a agredindo fisicamente.

TÁTICO do 46° BPM prende autor de maus tratos a criança em Chapadão do Céu.
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Nesta quarta-feira (11) a equipe do Tático foi acionada pela Polícia Civil para prestar apoio a uma situação de possível maus-tratos a uma criança de 2 anos.

O Conselho Tutelar recebeu uma denúncia anônima que o padrasto da criança estava a agredindo fisicamente.

Foi constatado, por um médico, que a criança estava sofrendo agressões físicas há um tempo.

Sendo assim, o autor de 32 anos, sem antecedentes criminais, foi conduzido à delegacia local para os procedimentos cabíveis.

Instagram @2cdpm
Fonte: P/5 do 46°BPM 

 

Editado/Atualização de Informações:

PADRASTO É PRESO SUSPEITO DE AGREDIR CRIANÇA, APÓS PROFESSORAS NOTAREM LESÕES, EM CHAPADÃO DO CÉU

Um homem de 32 anos foi preso suspeito de maus-tratos contra a enteada, uma menina de 2 anos e 5 meses, em Chapadão do Céu, no sudoeste de Goiás. De acordo com o delegado Marcos Guerini, o padrasto foi detido após as professoras da creche notarem as lesões e acionarem o Conselho Tutelar.

“Ele assumiu que deu duas cintadas na noite anterior, só que a criança apresentava vestígios de lesões anteriores, o que mostra que já tinha ocorrido anteriormente”, explicou o delegado.

O g1 não conseguiu contato com a defesa do suspeito até a última atualização desta reportagem. O delegado informou que o homem pagou 3 salários mínimos de fiança e está em liberdade.

A prisão aconteceu na última quarta-feira (11), a mãe, de 18 anos, foi conduzida à delegacia para prestar depoimento e será investigada por eventual omissão. Segundo o delegado, as educadoras já tinham perguntado a mãe sobre as agressões, mas ela não disse que era o companheiro.

A polícia informou ainda que a menina foi levada ao hospital e um médico constatou por meio de exames que as lesões antigas. O investigador afirmou que a mãe será investigada por eventual omissão porque tinha o dever de cuidar da menina.

Já o homem, incialmente foi autuado por lesão corporal contra pessoa que está sob sua guarda. O delegado explicou que a investigação vai mostrar se houve tortura, que tem pena maior.

À TV Anhanguera, o Conselho Tutelar informou que a criança foi entregue aos avós maternos.

Fonte De Atualização: G1

 
FONTE/CRÉDITOS: Rádio Verde Vale Mineiros/ Atualização:G1
Comentários:

Veja também

Anunciante 06

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )